-
Fábio | presidente

CIRCULAR 002/2023 - PISO ENFERMAGEM

  • SITESSCH - Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Chapecó e região -
Postado em 19 de Maio de 2017 às 13h21

"Deformas" da Previdência e Trabalhista

SITESSCH - Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Chapecó e região "Deformas" da Previdência e Trabalhista Diretores do SITESSCH participam de audiência pública em...

Diretores do SITESSCH participam de audiência pública em Florianópolis


    Os diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Chapecó e Região – SITESSCH, participaram nesta segunda-feira (3/4) em Florianópolis-SC, da audiência pública que tratou sobre as propostas de reforma previdenciária (PEC 287/2016) e trabalhista (PL 4308/1998) que tramitam no Congresso Nacional. A audiência foi promovida pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado em conjunto com as Comissões de Constituição e Justiça; de Trabalho; e de Saúde da Assembleia Legislativa catarinense.

    Dirigentes sindicais, dos movimentos sociais, políticos e trabalhadores lotaram as galerias do plenário e o hall do Palácio Barriga Verde e reafirmaram que as matérias representam o desmonte da previdência pública e a retirada de direitos garantidos pela CLT.

    A proposta de emenda à Constituição Federal que altera as regras para aposentadoria dos trabalhadores brasileiros define, entre outras mudanças, idade mínima de 65 anos, tanto de homens quanto de mulheres. Fixa em 49 anos o tempo mínimo de contribuição para que o trabalhador receba o benefício integral.

   Sobre a reforma trabalhista proposta pelo governo federal, uma das preocupações e enfrentamento recai sobre o fato de que o que for negociado pelos trabalhadores com as empresas prevaleça sobre a legislação. Outras alterações estão relacionadas a intervalo entre jornadas, parcelamento de férias, a ampliação do contrato de trabalho temporário de 90 para 120 dias e do regime parcial de trabalho de 25 para até 30 horas.

    O debate sobre as reformas foi coordenado pelo senador Paulo Paim (PT/RS), vice-presidente da CDH e solicitante da criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) no Senado para investigar as contas da Previdência Social. O objetivo é mostrar que o Sistema de Seguridade Social não tem defasagem.

    O SITESSCH esteve presente com a presidenta Maria Salete Cross; o vice-presidente Fábio Ramos Nunes; a diretora de comunicação, Vilmair Balduíno Weirich; a 1ª secretária, Delvina Vedovatto de Souza; a 2ª tesoureira, Tânia Chiomento Filippin e a diretora de orientação sindical, Tatiane de Castro e a presidenta do SindiSaúde de Concórdia e Região, Eliane Cristina Sôster De Carli.

28 de abril

As lideranças sindicais e representantes de entidades da sociedade civil que se manifestaram na tribuna reforçaram o apoio à paralisação geral prevista para o dia 28 de abril.

Veja também

SEMANA DA ENFERMAGEM12/05/22 DE 12 À 20 DE MAIO - SEMANA DA ENFERMAGEM...
ATENÇÃO!28/10/14
Oficinas sobre reformas política e fiscal-tributária12/03/15Oficinas sobre reformas política e fiscal-tributária são destaque em reunião da Diretoria da CNTS    Pontos principais das propostas em tramitação no Poder Legislativo, necessidade e oportunidade das reformas, comprometimento e tendências do governo e do Congresso Nacional são alguns dos assuntos que estão sendo......

Voltar para Notícias

Uso de Cookies

Nós utilizamos cookies com o objetivo de oferecer a melhor experiência no uso do nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda com os nossos Termos de Uso.